quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sobre fé e maturidade...


"Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos." (Hebreus 11.1)

Hoje eu gostaria de expor algo que tem acontecido comigo nos ultimos dias. Confesso que tenho convivido com um pequeno conflito interno. Tenho buscado de Deus o entendimento para discernir entre o que é ter fé e o que é estar se iludindo.

Não sei quanto a vocês, mas, pra mim, falar de fé é algo muito complicado. Todos nós temos desejos, sonhos e vontades, e é isso que nos movimenta. Ou seja, uma pessoa normal, quando quer algo, empreende um esforço pra buscar o que ela deseja.

Alguns buscam seus objetivos se apoiando em sua própria capacidade, já outros, tomam atitudes confiando na infinita capacidade de Deus. Esses são os que possuem fé.

Falando honestamente, o meu desejo é viver a vontade de Deus. Eu quero, de verdade, que tudo na minha vida seja para a glória d'Ele, e não minha. Porém, como toda pessoa normal, possuo meus desejos, sonhos e vontades... e é ai que o meu conflito começa.

Em Jeremias 17.9 diz assim:

"O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?"

Nesses meus poucos anos de caminhada com o Senhor, tenho aprendido que de todas as vontades, somente a Deus prevalece. Ao falar disso, lembro de dois homens: Abraão e Jonas.

Abraão até hoje é conhecido como o pai da fé. Ele foi um homem que viveu grandes realizações de Deus em sua vida. A maior delas foi ter engravidado uma senhora estéril de mais de 90 anos (sua esposa, Sara) e ter sido pai aos 100 anos de idade. Isso era algo que ele desejava e que Deus prometeu a ele porque era algo que o próprio Deus também desejava.

Deus não faz nada sem um propósito. Talvez essa seja a grande diferença entre os desejos do nosso coração e os desejos do coração d'Ele. E a história de Jonas prova isso.

Jonas havia sido chamado por Deus para ir à Nívive levar uma palavra de arrependimento para a o povo daquela cidade. Porém, o desejo de Jonas, por algum motivo, era ir a Tarsis. Quando Jonas decide seguir seus próprios desejos e toma uma atitude em direção a isso, Deus se manifesta fazendo com que ele fosse engolido por uma baleia e, dessa maneira, o leva até Nínive. Lá ele, ainda contrariado, cumpre o propósito de Deus, levando as palavras do Senhor e o povo se arrepende.

Ao análisar esse dois casos, vejo que quando você está fora da vontade de Deus, você está vivendo uma ilusão. Estar embasado na palavra de Deus é fundamental para que a nossa fé seja pura e não se confunda com uma fantasia.

Nesses ultimos dias, tenho lido muitos Salmos também... em especial o Salmo 84 e alguns trechos do Salmo 119. Tenho percebido que o salmista pede, constatemente, que Deus lhe dê entendimento para que ele os aplique em seus caminhos. Andando, assim, de acordo com a vontade do Senhor.

Quando a gente anda fora da vontade de Deus, caminhamos em direção a uma frustração gigantesca. Falo disso lembrando que, naquele grande dia, todas as nossas obras serão pesadas. Já imaginou o que deve ser passar a vida inteira se satisfazendo e, no final, descobrir que tudo foi em vão? Pois é isso que, infelizmente, vai acontecer com alguns...

Mas, voltando ao meu conflito, ao meditar em todas essas coisas percebo que preciso de maturidade. Maturidade é enxergar a realidade assim como ela é, sem fugir dela. Jonas fugiu. Abraão, em um momento da sua vida, fugiu também, mas depois se redimiu. Ele fugiu quando aceitou a sugestão de Sara e gerou Ismael atráves de Hagar. Mas Deus queria mostrar pra Abraão toda a Sua capacidade de mudar a realidade, por isso fez Isaque nascer.

Portanto, a fé, para ser verdadeira, precisa ser acompanhada de maturidade. Porque, como já disse, maturidade é enxergar a realidade como ela é, e a fé é compreender que Deus é o único que pode mudá-la. E Deus só muda a realidade com um propósito.

Eu preciso aprender a moldar meu coração de acordo com o coração de Deus, porque achar que o Senhor vai mover montanhas só para satisfazer meus desejos egoístas é uma ilusão. Eu quero basear a minha fé nos desejos do coração d'Ele...

Um comentário:

  1. Graças a Deus meu blog está de volta.
    Obrigada pela compreensão de vcs.
    Paz!

    ResponderExcluir